Coletivo Siroco
bio

O Coletivo Siroco, fundado em Lisboa em 2018, trabalha essencialmente com têxtil, explorando técnicas variadas. É composto por três pessoas com competências e conhecimentos em diferentes áreas: Begoña Claveria é ilustradora e designer gráfica na Ivity Brand Corp, agência de branding. Marisa Escaleira é designer de figurinos tendo colaborado com artistas de palco como Marlene Monteiro Freitas e Flora Detraz. Anafaia Supico é artista têxtil, tendo já trabalhado para artistas plásticas como Joana Vasconcelos, Ulla von Brandenburg ou Mélanie Matranga.

Ao longo dos seus ainda curtos anos de existência, o Coletivo Siroco participou em projetos de diferentes naturezas, experimentando e desenvolvendo soluções técnicas ligadas ao têxtil: em 2021, integrou a exposição Entretecido-Interlace no Pavilhão Branco das Galerias municipais; antes, em 2019-20, concebeu e produziu uma linha de merchandising têxtil (bandeiras, kimonos, máscaras e t-shirts) para o lançamento do álbum “Altid Sammen” da banda dinamarquesa Efterklang. Para além destes projetos, desde 2018 que o Coletivo tem vindo a organizar workshops solidários com a associação RDA69, procurando divulgar técnicas variadas de trabalho em têxtil. O Coletivo tem um estúdio equipado para produçã têxtil (costura, impressão em serigrafia e tingimentos) que funciona como espaço para conceção, produção e realização de diferentes projetos.

Begoña Claveria, designer gráfica
Marisa Escaleira, designer e project manager
Anafaia Supico, artista têxtil