É filósofa, dramaturga, crítica de arte, curadora e artista visual. Tem experiência na área de Estética, Crítica e Filosofia da Arte e em linguagens das Artes Visuais como a fotografia (digital e técnicas alternativas), narrativas fotográficas, cinema experimental, gravura, colagem e performance. Participa de exposições em galerias, residências artísticas e festivais de cultura e arte. Atualmente, faz Mestrado de Crítica, Curadoria e Teorias da Arte, na Universidade de Belas Artes de Lisboa.

Portfólio fotográfico virtual: https://cargocollective.com/tatacoutinho

A timidez das árvores

Os textos apresentados são excertos do conto A timidez das árvores de Judite Canha Fernandes, seguidos de notas desenvolvidas em residência criativa no Jardim das Pedras, e no Fundão. Juntam-se às imagens de Tata Coutinho por osmose, que é um modo dos entes se aproximarem pela raiz enquanto mantêm as asas livres.

Participação da artista no canal Horizonte da plataforma – Buraco negro.
www.buraconegro.ar-s.org