Aqui não há cardos
Fundão
Caderno de objectos
Recolha e conhecimento dos utensílios e ferramentas
Feital
Sem objectos
Procura de diferentes acções e realizá-las
Recolher, cortar, remexer, partir, desenterrar
Feital
Grande recolha
Materiais
Realizar acções e perceber as diferentes matérias
Meios
Formação
Aprender ofícios e realizar acções dos artesãos
Perceber as motivações, ideias, vontades dos artesãos
Meios
Somar tudo
Desaprender/ distanciar-me
Finalizar peças
“Aqui não há cardos” de José Sottomayor, apresenta-nos uma primeira fase do trabalho que tem desenvolvido no Projecto Pontes desde 2020, no Laboratório ESTAÇÕES BUCÓLICAS que trata os Lugares rurais como lugares de vida, nas suas apropriações quotidianas, no seu quadro histórico, das suas linguagens raras às linguagens comuns. O investigação de José Sottomayor percorre vários destes lugares, do Fundão, aos Meios na Guarda ou à Serra da Broca em Trancoso, e tem se vindo a constituir como uma possível paisagem destes mesmos lugares traduzidos em processos e itinerâncias materiais.